Você sabe como funciona uma rede wireless?

0
217

As redes sem fio funcionam com o uso de radiofreqüência, uma freqüência dentro do espectro eletromagnético associado a propagação de ondas de rádio. Quando uma corrente de rádiofrequência é fornecida a uma antena, um campo electromagnético é criado e ele é então capaz de se propagar através do espaço.

A pedra angular de uma rede sem fio é um dispositivo conhecido como um ponto de acesso (AP). A principal tarefa de um ponto de acesso é transmitir um sinal sem fio que os computadores possam detectar. As redes sem fio são normalmente conectadas a uma rede com fio, um ponto de acesso também serve muitas vezes como um link para os recursos disponíveis na rede com fio, como uma conexão com a Internet.

Para se conectar a um ponto de acesso e se juntar a uma rede sem fio, os computadores devem estar equipados com adaptadores de rede wireless. Estes são muitas vezes embutidos no computador, mas, caso não estejam, a conexão pode ser feita através do uso de um adaptador add-on conectado a um USB port, ou, no caso de notebooks , um PC Card Slot.

Padrões de Tecnologia Sem Fio

Os mais comuns padrões de tecnologia sem fio incluem o seguinte:

  • 802.11b: A primeira tecnologia de rede wireless amplamente utilizada, conhecida como 802.11b (mais comumente chamado de Wi-Fi), estreou no início dos anos 2000, mas ainda está em pleno uso.

  • 802.11g: Em 2003, uma versão chamada 802.11g apareceu oferecendo maior desempenho (ou seja, velocidade e alcance) e continua a ser a tecnologia de rede sem fio mais comum atualmente.

Todas as variantes do Wi-Fi usam a mesma frequência de rádio de 2,4 GHz, e como resultado, são projetados para serem compatíveis entre si. De modo geral, é possível usar dispositivos com base nos padrões diferentes dentro do mesma rede sem fio. O problema é que isso muitas vezes requer uma configuração especial para acomodar os dispositivos anteriores, que por sua vez pode reduzir o desempenho geral da rede.

Velocidade das redes wireless

Quando o usuário compra um hardware de rede sem fio, muitas vezes não são citados os números de desempenho (ou seja, o quão rápido ele pode transmitir dados) com base no tipo de padrão de rede sem fio que utiliza, além de qualquer adição de melhorias tecnológicas. Quando aparecem, estes números de desempenho são quase sempre muito otimistas.

Enquanto as velocidades oficiais da 802.11b, 802.11g, e 802.11n redes são 11, 54 e 270 megabits por segundo (Mbps), respectivamente, estes números representam um cenário simplesmente inatingíveis no “mundo real”. Normalmente obtém-se apenas um terço do desempenho anunciado pelos fabricantes.

É importante notar também que a rede sem fio é, por definição, uma rede compartilhada, portanto, quanto mais computadores forem ligados a um ponto de acesso sem fio, menos dados cada um será capaz de enviar e receber. Assim como a velocidade de uma rede sem fio pode variar muito, o mesmo pode acontecer com o intervalo.

Quanto mais próximo estiver de um ponto de acesso, maior a intensidade do sinal e maior a velocidade de conexão. O alcance e a velocidade também dependem do tipo de ambiente em que se opera. E isso nos leva ao tema da interferência.

Interferências nas redes wireless

A interferência é um problema com qualquer forma de comunicação de rádio, e uma rede sem fio não é exceção. A possibilidade de interferência é especialmente grande dentro de prédios onde diferentes tipos de materiais de construção (cimento, madeira, gesso, metal, vidro e assim por diante) podem absorver ou refletir a ondas de rádio, que afetam a resistência e consistência do sinal de uma rede sem fio. Da mesma forma, dispositivos como fornos de microondas e alguns telefones sem fio podem causar interferência porque operam na mesma faixa de frequência.

Não é possível evitar a interferência completamente, mas na maioria dos casos ela não é significativa o suficiente para afetar a usabilidade da rede. Quando isso acontece, geralmente você pode minimizar realocando equipamentos de rede sem fio ou usando antenas especializadas.

Segurança de dados nas redes wireless

Tudo que alguém precisa para detectar uma rede sem fio dentro do alcance nas proximidades é um computador equipado para captar sinais wireless. Não há nenhuma maneira de esconder seletivamente a presença de sua rede de estranhos, mas você pode evitar que pessoas não autorizadas se conectem a ela; pode proteger os dados que trafegam pela rede de olhares indiscretos. Ao ativar um recurso de criptografia de rede sem fio, você pode embaralhar os dados e controlar o acesso à rede.

Hardware de rede sem fio oferecem suporte a vários esquemas de criptografia padrão, mas as mais comuns são Wired Equivalent Privacy (WEP), Wi-Fi Protected Access (WPA) e Wi-Fi Protected 2 (Acesso WPA2).

O WEP é o método mais antigo e menos seguro e deve ser evitado. WPA e WPA2 são boas escolhas, pois proporcionam uma melhor proteção quando você usar senhas mais longas e mais complexas (todos os dispositivos em uma rede sem fio devem usar o mesmo tipo de criptografia e ser configurados com a mesma senha).

A menos que tenha a intenção de fornecer o acesso do público à sua rede sem fio – e colocar seus dados de negócio ou pessoais em risco – você deve considerar criptografia obrigatória.


É importante conhecer as definições técnicas, mas você não precisa se preocupar com isso. Você pode contar com os serviços da NFS Professional Services para obter os melhores resultados com sua rede wireless. Faça contato conosco!

SEM COMENTÁRIOS