Quais as vantagens do uso da termografia para manutenção preditiva?

0
726

Após a Revolução Industrial e a mecanização dos processos de produção, surgiu a necessidade de monitoramento e manutenção dos equipamentos utilizados. Questões como a redução do desgaste sofrido pelas máquinas (e seu consequente mal funcionamento) começaram a ser discutidas, o que resultou em medidas para aumentar a vida útil de equipamentos e instalações. Mas tal ampliação só foi possível por meio do desenvolvimento de programas de gestão de manutenção.

Manutenção preditiva

Diversos tipos de manutenção foram desenvolvidos após a adoção da produção por meio de máquinas, tais como:

  • A corretiva, realizada quando um equipamento apresenta falha;
  • A manutenção preventiva, que visa antecipar possíveis falhas por meio de análises estatísticas, da verificação do estado do equipamento, local de instalação e suporte elétrico;
  • A manutenção detectiva, realizada principalmente por computadores que detectam falhas invisíveis em um sistema e emitem sinais de alerta;
  • A manutenção preditiva, que busca prevenir falhas por meio de diversas ferramentas de análise e parâmetros.

A manutenção preditiva é uma forma de discriminar as condições reais de funcionamento de uma máquina, gerando dados que informam o seu desgaste e o seu processo de degradação. Por meio desses dados, é possível antecipar a solução de problemas futuros que podem comprometer o funcionamento de uma linha de produção inteira e, por consequência, causar um grande prejuízo.

A manutenção preditiva também busca explorar o potencial de um equipamento pelo máximo de tempo possível. Por meio de prevenção e antecipação de possíveis falhas, ela assegura o bom funcionamento dos aparelhos, evitando quebras e erros que podem ocorrer nas linhas de produção.

O que é termografia?

Já a termografia é uma técnica de sensoriamento remoto. Por meio da medição da temperatura e formação de uma imagem térmica dos componentes da máquina à partir de radiação infravermelha, detecta processos de desgaste e falhas térmicas ainda em estágio inicial, sem interrupção no funcionamento do equipamento.

A manutenção preditiva termografia é uma excelente solução para quem busca resultados exatos e não pode interromper o ciclo de produção de diferentes sistemas e equipamentos. Confira:

  • Nos sistemas elétricos, a manutenção auxilia na identificação de problemas causados por anomalias térmicas, geralmente causadas por deficiências de contatos em correntes e resistências.
  • Já em equipamentos mecânicos dinâmicos, pode diagnosticar deficiências causadas pelo atrito entre peças, evidenciando inadequações ou deficiências na lubrificação ou desalinhamentos de eixos, verificados por meio da medição da temperatura de dispositivos de acoplamento.
  • Em equipamentos mecânicos estáticos, a termografia também pode ser utilizada, por evidenciar regiões onde há deficiência no isolamento térmico.

Mas por que usar a termografia na manutenção preditiva?

A resposta em suma é: para determinar com antecedência a necessidade de manutenção em determinada peça específica de um equipamento. Desta forma, é possível que se elimine desmontagens desnecessárias para inspeção reduzindo trabalhos de emergência não planejados por meio da determinação prévia de interrupções no processo de fabricação para manutenção de equipamentos.

Além disso, a manutenção preditiva termografia aumenta o tempo e a disponibilidade dos equipamentos, diminui o número de danos, aumentando a confiança de um equipamento ou uma linha de produção, assegurando a vida útil total, tanto de componentes, quanto de um equipamento.

Você sabia que a NFS presta serviço de medição e análise termográfica com equipamento de ultima geração? Acesse nosso site e saiba mais!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA