O que é Voz Sobre IP?

0
223

O que é Voz Sobre IP?

Há 54 anos, um aparelho mudaria completamente a forma como o ser humano se comunica: inventado por Antonio Meucci e desenvolvido por Alexander Graham Bell, o telefone, possibilitou a intercomunicação do mundo. Pois bem, provavelmente esses dois gênios já imaginavam ter criado uma grande invenção, mas com certeza eles não faziam a menor idéia de como o telefone se desenvolveria ao ponto de hoje ser totalmente diferente do que era, na época em que foi criado.

O VoIP, Voz sobre IP, é considerada a nova geração da telefonia no mundo, usando de princípios baseados no projeto de Antonio Meucci e Alexander Graham Bell, mas com alterações fundamentais. Esta nova tecnologia promete revolucionar, mais uma vez, esse sistema de comunicação indispensável para o ser humano.

Mas o que é VoIP?

VoIP pode ser definido como um sistema de telefonia que se utiliza da internet para transmitir chamadas. Entre seus benefícios, podemos destacar:

  • Portabilidade: Leve o seu número para qualquer lugar do mundo que possua uma conexão de internet decente.
  • Redução de custos: Não seja mais escravo das altíssimas e abusivas taxas de roamingDDD e DDI que as operadoras convencionais cobram por seus serviços.
  • Flexibilidade: Por estar atrelada a internet, o sistema possibilita a integração com aplicativos de mensagens, vídeos e pode até mesmo compartilhar arquivos.

Como funciona:

Tanto o telefone comum quanto o VoIP transformam energia acústica em energia elétrica, no entanto a forma como ambos realizam essa conversão é diferente. No VoIP, a voz do usuário é traduzida para sistema binário, a medida que o usuário fala, milhões de pacotes contendo sua voz já traduzidas são enviados do emissor até o receptor. Veja um pouco mais nas etapas a seguir.

  1. A pessoa tira o telefone do gancho, ou ativa o sistema de VoIP;
  2. Imediatamente um sinal de “Linha ativa” parte para a aplicação sinalizadora do roteador;
  3. O aplicativo emite um sinal de discagem;
  4. A pessoa digita o número de telefone da outra pessoa a qual deseja iniciar uma ligação (pode ser um numero de telefone normal, ou outra linha VoIP);
  5. Os gateways realizam a comparação do numero de telefone discado com a lista de números existente. Caso a comparação tenha resultado verdadeiro, o gateway mapeia o endereço e inicia uma conexão com o endereço IP de destino;
  6. Um canal de transmissão e recepção para cada direção é criado através da rede IP;
  7. Quando o destinatário atende a ligação, um fluxo RTP que se utiliza do UDP entra em ação;
  8. Quando o remetente ou destinatário desliga, a sessão é encerrada.

Cenário Atual e Tendências

Assim afirmamos que a expansão do VoIP acontece numa escalada fenomenal. No entanto, o seu uso, se comparado com a telefonia tradicional, ainda é muito pequeno. Facilidades como redução de custo com estruturas e taxas, fácil implementação, utilização de apenas uma rede tanto para dados quando para ligações e melhor manipulação do que esta trafegando na rede são alguns dos fatores que levam as empresas a aderirem ao VoIP. No entanto um dos principais entraves dessa tecnologia no Brasil, ainda é a precária conexão e velocidade de conexão, que para o VoIP precisa de níveis médios constantes para que a ligação funcione corretamente.

Especialistas afirmam que a tendência é que a telefonia tradicional desapareça em poucos anos, ao passo que o VoIP se torna interessante até mesmo para as prestadoras de serviço telefônico convencional, que encontram nessa tecnologia uma forma mais barata e que exige menos equipamentos para funcionar. Há quem acredite que, em pouco tempo, o telefone convenciona e o VoIP evoluirão para o chamado UCoIPUnified Communication Over IP.

Mas o que a ANATEL tem a dizer sobre isso?

Curiosamente, o órgão responsável pela regulamentação de telecomunicações no Brasil, a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), tem uma posição arrojada e um tanto libertária para um órgão regulamentador de comunicação. Para a ANATEL, um provedor VoIP que não está envolvido com a parte estrutural da rede não precisa de licença da ANATEL. Assim, os provedores VoIP que possuem somente o Servidor e não oferecem o link, não necessitam da licença.

A NFS oferece consultoria, implantação, otimização e suporte técnico especializado em Voz sobre IP e AudioCodes. Entre em contato com a gente e descubra o que podemos oferecer para sua empresa!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA